Matéria publicada em 27/01/2021 às 15:32:45

Visitas: 1546

Toque de recolher - Com aumento de casos em São Francisco do Guaporé, festas do fim de ano ou comércios podem ter provocado estatísticas negativas de Covid-19

Com aumento de casos do Novo Corona Vírus registrados no estado de Rondônia dentre outras cidades, a cidade de São Francisco do Guaporé tem sido bastante considerável, havendo a necessidade da criação de um novo decreto 006/21, chegando a uma restrição em 2021 ainda maior a (do toque de recolher), e que certamente trará prejuízos a alguns comerciantes que trabalham no horário noturno, ficando possibilitado o atendimento apenas de Delivery.

 

Isso é reclamação e indignação de muitos comerciantes que terão prejuízos futuros, sendo preciso dispensar o trabalho de muitos funcionários pela inconsistência e duvida de lucros que certamente diminuirão, restando cada vez mais conta do que lucro. O toque de recolher das 20h às 06 da manhã (período de pico e de grandes movimentações para alguns comerciantes seriam até as 00h, da forma está trará prejuízos irreparáveis aos comerciantes. Infelizmente é preciso tomar decisões severas, na verdade só estará afetando as pessoas que realmente estão preocupadas para diminuição e proliferação da doença.

 

Os comerciantes dessa forma fazem a economia das cidades crescer, e com certeza são os locais que menos provocam risco de contaminação, dessa forma são locais com menos tempo de frequência pelos clientes, o contrário das festas com aglomerações, praças no bate-papo com amigos na hora do tereré e os estabelecimentos comerciais muitas das vezes com som ao vivo, que as pessoas passam maior parte do tempo, muitas das vezes ingerindo bebidas alcoólicas, sem a mínima preocupação do contagio do vírus.

 

As pessoas que frequentam essas festas sociais, são as mesmas pessoas que adentram nos estabelecimentos. E porque, só culpar os comércios?

 

São Francisco, teve várias festas em residências e alguns locais públicos, além de duas festas de grande proporção na região do porto Murtinho, que foram a do réveillon no último dia 31 e quinze dias depois aproximadamente houve a ressaca do réveillon, todas promovidas no Bar Beira Rio, sem contar os finais de semanas que as pessoas se reuniam na orla do porto. A festa de final de ano atraiu pessoas de toda região, inclusive: Seringueiras, São Miguel, São Domingos e Costa Marques estimando que houve mais de 3mil pessoas no réveillon. O decreto teria sido flexibilizado sim, no entanto será que foi respeitado? Haveria possibilidade de intervenção da vigilância sanitária e principalmente houve a segurança das pessoas que estiveram nesse local.

 

A prefeitura com um trabalho de responsabilidade cancelou todos os eventos festivos no ano de 2020, inclusive o réveillon (por evitar riscos de aumento de uma contaminação devido à grande proporção de pessoas que participariam.

 

A culpa do aumento de novos casos positivados que seriam os últimos dias em São Francisco em números de 66 pessoas, e mais de trezentos pacientes que estão sendo monitorados, caberia a culpa aos comerciantes que agora ficam parcialmente restringidos de suas atividades comerciais, ou seria irresponsabilidades das pessoas que promoveram as festas no final do ano? Agora a população paga o preço de irresponsáveis, das bagunças de finais de ano. Será que havia necessidade desses eventos ou de festas nas residências.

 

O decreto tem que ser feito sim, precisamos tomar decisões que contribuíam para diminuição dos índices negativos dessa doença, mas a solução imediata seria em refazer um novo decreto, mudando o toque de recolher que passaria de 00h as´06 h da manhã, dando oportunidade aos comerciantes que exercem suas funções noturnas e fazem o município crescer e restringir a venda de bebidas alcoólicas em todos os comércios por um período de 20 dias, e agir severamente que estiver promovendo as festas e aglomerações.

 

Saúde Publica, direito e responsabilidade de todos. Juntos vamos vencer o Covid-19.

 

 

Matéria: www.rotacomando.com.br

Comente Pelo Facebook

©Copyright 2016 - Todos direitos reservados a
Rotacomando.com.br