Voltar Publicada em 08/07/2021

Pescadores pedem apoio da Sedam para combater superpopulação do pirarucu nos rios do Vale do Guaporé


 

A superpopulação do pirarucu nos rios do Vale do Guaporé, em Costa Marques e região, trouxe a Rondônia, no início de mês de julho, a equipe técnica do Ministério da Pecuária, Abastecimento e Agricultura (Mapa). O encontro foi promovido pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), com a finalidade de elaborar um plano emergencial de erradicação dos pirarucus invasores.

Considerado um dos maiores peixes de água doce do mundo, o pirarucu pode chegar a três metros e 200 quilos. O pescado devora pequenos peixes e outras espécies aquáticas, o que pode afetar o equilíbrio da ictiofauna, causando prejuízo na biodiversdidade da região.

A Sedam e a Secretaria de Aquicultura e Pesca (Sap), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pretendem monitorar os tipos de peixes invasores no Estado. Segundo o secretário da Sedam, Marcílio Leite, é preciso manter ações de fiscalização e orientação junto aos pescadores, sobre os riscos de espécies invasoras nos rios.